INKTOBER // DAY 22

“All of old. Nothing else ever. Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better.” – Samuel Beckett (Worstward Ho)

Somehow Beckett’s words started looping on my head while practicing some digital painting exercises. Quickly I realised it was the starting point of today’s Inktober piece.

Sketch made using the good ol’ ballpoint pen, this time with no pencil under drawing.

De alguma maneira as palavras de Beckett ressoavam em loop na minha cabeça enquanto praticava alguns exercícios de pintura digital. Rapidamente me apercebi que eram o ponto de partida para o meu Inktober de hoje.

Esboço feito com uma simples e simpática esferográfica, desta vez sem usar nenhum desenho prévio a lápis. 

INKTOBER // Day #21

Everyone who is a fan of Back to the Future knows that the 21st of October 2015 is a special day! Couldn’t let that one pass, even if it was on a rushed careless sketch where I had to stick in Rick and Morty… I just had to… it was stronger than me.

Toda a gente que se considera fã do filme Regresso ao Futuro sabe que o dia 21 de Outubro de 2015 é uma data especial! Não podia desperdiçar essa oportunidade, mesmo que tenha sido num rabisco descuidado e apressado onde tinha de enfiar o Rick e o Morty… tive mesmo de o fazer… foi mais forte do que eu.

INKTOBER // Days #14 to #20

I know I’m late on my Inktober, so here’s days fourteen to twenty together in a nice jam session that I wouldn’t mind attending.

Sei que estou atrasado no meu Inktober, por isso aqui estão os dias catorze a vinte, agrupados numa simpática jam session à qual não me importava de assistir. 

INKTOBER // Day #5

Had no clue what to draw for today’s Inktober, so I was dragging it until the last minute. It seems being tired and sleepy causes the weirdest ideas.

Não fazia ideia do que desenhar para o Inktober de hoje, por isso andei a arrastá-lo até ao último minuto. Parece que estar cansado e com sono provoca as ideias mais estranhas.

INKTOBER // Day #3

Inking is still somewhat of a pain for me. I’ve been doodling with it the full day and the notion that there isn’t a ctrl+z to back me up makes it a tiny bit stressing. It forces me to improvise and correct/accept the mistakes or scratch it and start over again.

Still, in the end, it becomes slightly easier with each day.

Desenhar com tinta ainda me custa. Andei a rabiscar o dia todo e a noção de que não existe um ctrl+z para me apoiar, torna tudo um bocadinho mais stressante, forçando-me a improvisar e corrigir/aceitar os erros ou a riscar tudo e começar de novo. 

No entanto, no fim, tem-se tornado ligeiramente mais fácil de dia para dia.