ILLUSTRATION // “Foz”

Tried to replicate a bit of what I saw yesterday on the stormy beach. Not really happy with it but it was good practice.

Tentei reproduzir um bocado do que vi ontem na praia durante o mau tempo. Não estou muito satisfeito com o resultado mas foi um bom exercício.

Advertisements

Back to the basics: How the illustration/concept art community is awesome and why my inktober is late

Drawing cartoons is one thing, knowing how to paint is another. My painting skills are far from good and usually I would shy away by avoiding more painterly styles, sticking to the safe comforts of the stylised and cartoonish aestethics. However, thanks to some inspiring online and offline friends, plus a mom who’s oil paintings never stop to impress me, I’ve decided to take the bull by the horns and  finally learn how to paint decently. What does it mean? It means hours upon hours of basic shape studies, light and shadow, perspective, color theory and so on. All of that would bore me out quickly, yet this time it’s different. I’ve come to realize that each lame cube decently rendered is one step closer to a sci-fi building or epic castle and each anatomy study will make that barbarian warrior look closer to what I see in my minds eye. To be able to finally put into paper or screen the things I imagine as I imagine them is the strongest motivator yet, but not the only one. You see, contrary to what some people may believe, the international art community connected to illustration and concept art is one of the most encouraging ones I’ve come across. Whenever I feel less inspired or self doubting my skills, there’s always someone else’s artwork, constructive criticism or encouraging comment that keeps the spark on. To see, not only thousands upon thousands of aspiring artists improve and support each other but also renown professionals take time to help and advise them, is the best motivation you can get.

With this, and because the text is too long already, here’s a compilation of some of this week’s studies so you can have an idea of what I’m talking about.

Desenhar cartoons é uma coisa, saber como pintar é outra. Estou longe de saber pintar decentemente e normalmente fugiria da pintura apegando-me aos confortos seguros de estéticas mais cartoonescas e estilizadas. Contudo, graças à inspiração de alguns amigos online e offline, e uma mãe cujos quadros a óleo não param de me surpreender, decidi pegar no touro pelos cornos e finalmente aprender a pintar decentemente. O que é que isso significa? Horas e mais horas de estudos de formas básicas, luz e sombra, perspectiva, teoria da cor, etc. Tudo isso me encheria de tédio rapidamente, no entanto, desta vez é diferente. Apercebi-me que cada aborrecido cubo decentemente renderizado está um passo mais próximo de um edifício de ficção científica ou um épico castelo e cada estudo de anatomia torna o meu guerreiro bárbaro mais próximo de como o imagino. Ser capaz de finalmente colocar no papel ou no ecrã as coisas que imagino tal e qual como as imagino é a maior das motivações, mas não a única. Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, a comunidade artística internacional ligada à ilustração e concept art é uma das mais encorajadoras com as quais me cruzei. Sempre que a falta de inspiração me assola ou começo a duvidar das minhas capacidades, há sempre a obra de arte de alguém, uma crítica construtiva, um comentário encorajador que mantém a chama sempre acesa. Ver, não só milhares e milhares  de aspirantes a artistas melhorarem e apoiarem-se mutuamente mas também profissionais de renome despender algum do seu tempo a ajudar e aconselhá-los, é a melhor das motivações que se pode ter. 

Com isto, e porque o texto já vai longo… aqui estão alguns dos estudos desta semana, para terem uma ideia do que estou a falar:

Concerning Inktober… I didn’t forget it and I’ve been doodling in ink everyday. However I’m dedicating more time to digital painting but I promise I’ll upload some more Inks this week!

Em relação ao Inktober… não me esqueci e tenho andado a rabiscar com tinta todos os dias. No entanto, ando a dedicar mais tempo à pintura digital mas prometo que faço um upload de mais uns Inks esta semana!

INKTOBER // DAY 22

“All of old. Nothing else ever. Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better.” – Samuel Beckett (Worstward Ho)

Somehow Beckett’s words started looping on my head while practicing some digital painting exercises. Quickly I realised it was the starting point of today’s Inktober piece.

Sketch made using the good ol’ ballpoint pen, this time with no pencil under drawing.

De alguma maneira as palavras de Beckett ressoavam em loop na minha cabeça enquanto praticava alguns exercícios de pintura digital. Rapidamente me apercebi que eram o ponto de partida para o meu Inktober de hoje.

Esboço feito com uma simples e simpática esferográfica, desta vez sem usar nenhum desenho prévio a lápis. 

INKTOBER // Day #21

Everyone who is a fan of Back to the Future knows that the 21st of October 2015 is a special day! Couldn’t let that one pass, even if it was on a rushed careless sketch where I had to stick in Rick and Morty… I just had to… it was stronger than me.

Toda a gente que se considera fã do filme Regresso ao Futuro sabe que o dia 21 de Outubro de 2015 é uma data especial! Não podia desperdiçar essa oportunidade, mesmo que tenha sido num rabisco descuidado e apressado onde tinha de enfiar o Rick e o Morty… tive mesmo de o fazer… foi mais forte do que eu.

INKTOBER // Days #14 to #20

I know I’m late on my Inktober, so here’s days fourteen to twenty together in a nice jam session that I wouldn’t mind attending.

Sei que estou atrasado no meu Inktober, por isso aqui estão os dias catorze a vinte, agrupados numa simpática jam session à qual não me importava de assistir.